segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Blogagem Coletiva - Justiça para Flávia


“O drama da justiça estatal é o de atuar de maneira a corresponder à confiança que nela deposita aquele que se considera vítima de lesão jurídica. A prestação jurisdicional, para ele, é quase sempre a última esperança. A tutela específica e as medidas antecipatórias e sub-rogatórias que a completam não podem falhar, seja por omissão do órgão judicial, seja por uso injustificado e, portanto, abusivo. Em qualquer caso o que se desmerecerá, perante o jurisdicionado e ainda no consenso social, será a própria justiça a quem a ordem constitucional confiou a manutenção da ordem jurídica e a realização da tutela a todos os direitos subjetivos violados ou ameaçados. Perder-se a confiança na justiça é o último e pior mal que pode assolar o Estado Democrático de Direito”. (Humberto Theodoro Júnior in Tutela específica das obrigações de fazer e não fazer, texto extraído do Jus Navigandi: http://jus2.uol.com.br/doutrina/texto.asp?id=2904).
..
.
....................
A morosidade e a burocracia judiciárias que atingem a nossa realidade são frutos também de um excesso de rigor formal e de uma vasta quantidade de recursos permitidos em nosso sistema processual, que muitas vezes, são utilizados de forma maliciosa para “ganhar-se tempo”. Infelizmente ha um permissivo legal para isso. A legislação existe e o Poder Judiciário precisa aplicá-la. Para mudarmos o quadro de nossa realidade, necessitamos de muitas reformas. Uma das mais urgentes é em nossa legislação processual que é feita, na esfera federal, pelo Congresso Nacional.
.
....................Independente de todo o caos instaurado, jamais podemos perder a credulidade na Justiça!
.
....................Neste dia em que muitas pessoas estão unidas pelo ideal de se pedir JUSTIÇA para o caso Flávia, deixo aqui um abraço especial à Odele Souza uma mulher guerreira e uma mãe excepcional e dedicada.
.
....................Para maiores informações acesse: http://flaviavivendoemcoma.blogspot.com/
.

2 comentários:

Mário disse...

Devemos acreditar na justiça, exigindo, porém, que ele seja rápida e eficaz.
Parabéns pela sua participação.

Ana disse...

"Independente de todo o caos instaurado, jamais podemos perder a 'incredulidade' na Justiça!"

Foi isso mesmo que vc quis dizer?

Também estou participando da Blogagem Coletiva e conhecendo os demais blogs solidários!

Um abraço!