quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Intimidade - José Saramago


(Tela de Amadeo de Souza-Cardoso)
.
.
No coração da mina mais secreta,
No interior do fruto mais distante,
Na vibração da nota mais discreta,
No búzio mais convolto e ressoante,
Na camada mais densa da pintura,
Na veia que no corpo mais nos sonde,
Na palavra que diga mais brandura,
Na raiz que mais desce, mais esconde,
No silêncio mais fundo desta pausa,
Em que a vida se fez perenidade,
Procuro a tua mão, decifro a causa
De querer e não crer, final, intimidade.
.

2 comentários:

Ellen Veloso Soares disse...

Gostei! Não conhecia Saramago em versos.. Lindo! Sou fã dele. Minha monografia de final de curso foi com uma obra dele: O Evangelho segundo Jesus Cristo. Conhece? Vale a pena ler!! Beijo, flor!

Esther disse...

Oi Renata,

Que essência bonita a sua !!
Gostei e me identifiquei com seu blog, os poemas as fotos, enfim..

Parabéns!!

bjs poéticos,