terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Flutuar - Rita Camargo Caldas



Ser livre

Vestir-se de gaivota

Num vôo alto

Riscando o céu

Deitar na grama

Contar estrelas

Correr descalça

Mergulhada em paz

Olhar as flores

Sentir o perfume

Inundar o coração

Com músicas de amor

Sentir o abraço amigo

Viajar nas asas da ilusão

Colecionando estrelas

Cintilantes de emoção

Ser livre de coração

De alma e de sonhos

Rasgando as teias tecidas

Pelas manobras da vida.

Aninhada e protegida

Pelo calor e aconchego

Vestida de esperança

Adormecer

No colo suave da paz.

.

(imagem retirada de arquivo pessoal)

Um comentário:

Edna B. disse...

Olá Renata
saudade do seu canto, desculpe minha ausência, lindo esse flutuar, esse riscar o céu, olhar as flores, colecionar estrelas...
e gostei ainda mais dessa paz vestida de esperança, é o que todos merecemos.
um abraços e um ano de luz em sua vida, que tudo ai descrito possa acompanhar nossos dias, obrigada!