domingo, 3 de agosto de 2008

Meu Coração - Auta de Souza

(Gravura de Cícero Dias)
.
.
Meu coração é como a noite escura,
Cercada só de dores adormidas,
É como um negro túmulo vazio
Onde repousam esperanças idas.
.
Meu coração é como a folha murcha
Que o vento frio desligou da flor,
É como um'ave que se vê sozinha
Sem lar, sem pão, sem vida e sem amor.
.
Meu coração é como a nota triste
Que se evola dos sinos magoados,
Quando da Igreja nas serenas torres
A gemer, a gemer dobram finados.
.
Meu coração é como a nuvem negra
Que cobre a terra nas manhãs geladas,
É uma pálida andorinha morta
Num leito frio de ilusões passadas.
.

Um comentário:

ZezinhoMota disse...

Uma andorinha que voa ao teu e ao nosso encontro...

Falando de amor, numa amizade tão profunda...

Bjnhs

ZezinhoMota