segunda-feira, 31 de março de 2008

Meus Rabiscos...


Estrada da Graciosa - Renata Christina




Num dia de verão uma viagem de encontro à natureza. Em cada curva da estrada um espetáculo majestoso ao ar livre: beijinhos, xaxins, bananeiras, hortências e bromélias.


A serra encanta com suas cascatas e um rio propício para um banho de água gelada revigorante. A parada se estende para apreciar mais ainda a paisagem e para uma agradável conversa.


De volta ao carro, indo de encontro ao nosso destino, goiabeiras sacodem ao sabor do vento seus saborosos frutos. Outra parada: impossível não degustá-los!


Apreciar a serra majestosa e o Pico Marumbi é um outro espetáculo. A imponência de ambos fascina. Nada como sentir o cheiro do verde e da terra ao redor.


À medida que avançamos a descida, nuvens de chuva sobrepõem-se ao cenário, mas numa próxima curva o sol ressurge radiante.


Em poucos quilômetros chegamos ao nosso destino Morretes, cidade histórica do litoral do Paraná. Temos o tempo livre para apreciar a culinária típica da região e os demais encantos naturais ao nosso alcance.




(imagem retirada de arquivo pessoal)


.

3 comentários:

manoellimoeiro544 disse...

Meus parabéns pelo seu blog.

Segunda-feira, 31 de Março de 2008
Revolução de 1964.
“A Revolução de 1964 foi um movimento cívico militar ocorrido no Brasil iniciado na madrugada de 31 de março para 1° de abril de 1964 que dispõs o Presidente da República, João Goulart, e instalou um regime militar no Brasil que perdurou até de março de 1985.
A revolução de 1964, ou golpe de 64 foi nomeado por seus realizadores com a chamada de Revolução Redentora, também foi chamada Revolução de abril, Revolução vitoriosa, Revolução de 31 de março e contra Revolução democrática, foi, talvez a mais recente ocasião na história do Brasil onde a sociedade apelou as Forças armadas para intervir na vida política do Brasil”.Texto da Wikipédia a enciclopédia livre.
“Conforme as datas, o País passou 31 anos no Regime Militar. Durante esse período quantos, políticos não foram cassados, torturados e assassinados. Apensar dessa data simbólica, hoje deixa a lembrança da marca, que nasce a violência nacional.
Nesse período da ditadura os nossos votos para Presidente, governador e prefeito, o processo eleitoral, era pelo o voto indireto das casas poderes Legislativo. Atualmente o nosso voto é direito, mais por isso o país governado pelo o regime atual não obedece aos os princípios da democracia. Primeiros nos últimos anos, nunca tomei conhecimento de tantas corrupções que até fico, imaginando tantos desvios da verba públicas, que fazem falta a saúde e educação no Brasil, e no final das contas os responsáveis por esses crimes ficam impune”. Texto de Manoel limoeiro de Recife-PE.
“Neste momento no qual a revolução de 1964 comemora seus 40 anos, a partir de 31 de março de 1964, data do seu desfecho, vamos analisar sua realidade, com isenção e seriedade, sem ódio nem paixão, á luz da história”. Prof. Aristides Braga.
Finalizando, o nosso País, os políticos que estão no “poder” a maiorias não valorizam o povo brasileiro, que é quem elege aos cargos públicos. Atenciosamente: Manoel José de Santana (Manoel Limoeiro) de Recife-PE. E-mail e MSN: manoeljs127773997@hotmail.com.

Recife-PE, 31 de março de 2008, segunda-feira, aniversário da extinção da Ditadura Militar de 1964.
Postado por Manoel José de Santana(Manoel Limoeiro) às 07:13 0 comentários Links para esta postagem

Roberto Passos do Amaral Pereira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Roberto Passos do Amaral Pereira disse...

Estou sempre aqui lendo seu blog.
Ele está cada dia melhoorar