sexta-feira, 8 de maio de 2009

Metáforas - Rita Apoena

(Tela de Neiva Passuello)
.
.
.
sobre o tempo
.
Procuro uma câmera
que fotografe o iminente,
e a memória revele as imagens,
pendurando-as na linha do tempo,
para secar.
.
.
.

5 comentários:

leonorcordeiro disse...

Eu amo as metáforas da Rita Apoena.
Guardei várias para postar no blog.
Linda postagem! Casamento perfeito entre imagem e poesia .
bbbbbbbbbbbjjjjjjjjjjjjjjjjsssss!!!

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Faça uma lista de grandes amigos,
quem você mais via há dez anos atrás...
Quantos você ainda vê todo dia ?
Quantos você já não encontra mais?
Faça uma lista dos sonhos que tinha...
Quantos você desistiu de sonhar?
Quantos amores jurados pra sempre...
Quantos você conseguiu preservar?
Onde você ainda se reconhece,
na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora...
Quantos mistérios que você sondava,
quantos você conseguiu entender?
Quantos defeitos sanados com o tempo,
era o melhor que havia em você?
Quantas mentiras você condenava,
quantas você teve que cometer ?
Quantas canções que você não cantava,
hoje assobia pra sobreviver ...
Quantos segredos que você guardava,
hoje são bobos ninguém quer saber ...
Quantas pessoas que você amava,
hoje acredita que amam você?
(Oswaldo Montenegro)

Desejo uma semana com muito amor, carinho e saúde
Um grande abraço do amigo
Eduardo Poisl

irineu xavier cotrim disse...

se não achar a camera - ja não será o mesmo tempo a fotografar.

paula disse...

olá amiga como vai? lindo demais seus textos adoro seu blog, vou continuar por aqui sempre a aprender com seus beos versos

Pedro Arunca disse...

Se encontrar, avise-me...também quero.

Parabéns pelo seu blogue.

PA